Saturday, 5 May 2012

4º COMUNICADO DA ASSEMBLEIA DE SÃO LÁZARO 94


No dia de hoje, fomos confrontados com a divulgação de notícias em diversos meios de comunicação social sobre um problema de infiltrações de águas que afetou a ILGA – Centro LGBT, sediado no rés-do-chão do prédio na Rua de São Lázaro e ocupado no dia 25 de Abril.

Sobre este assunto, vimos prestar alguns esclarecimentos:

1. Nos dias de hoje, ontem e anteontem, alguns membros da ocupação de São Lázaro tiveram a oportunidade de realizar, junto de membros da ILGA, um levantamento da situação, a qual foi travada e emendada. Ainda ontem, um canalizador por nós contratado realizou uma vistoria junto do local, com o objectivo de resolver o problema e reparar os danos no mínimo de tempo possível. Uma infiltração é uma infiltração e não um camião cheio de galinhas a voar sobre as cabeças de jornalistas ávidos de porrada e mal-dizer. Tem uma solução técnica e viável.

2. Há dois tipos de infiltrações em São Lázaro 94. Uma, resultado da infiltração da água da chuva ao longo dos últimos anos (dez?), que afeta a ILGA na fachada nascente, constituindo a principal causa de danos estruturais num sector vertical que atravessa todos os pisos. Tal resulta de portadas e janelas permanentemente abertas ao longo de invernos a fio. Porque não foi isto remediado antes? Quando bastava apenas fechar portadas e alguns trabalhos de pouca monta, mas com benefícios óbvios a longo prazo, os quais decidimos fazer. O outro tipo de infiltração foi provocado pela saída de água de canalizações apodrecidas. Esta situação foi de imediato travada pelo corte de água no ramal de rua pela EPAL. Neste momento, a solução técnica reside no corte da entrada de água na rede apodrecida do prédio; na permissão do fluxo no ramal recente que abastece a ILGA; e no pedido de reabertura à EPAL.

3. Na segunda-feira, encontra-se prevista uma vistoria e peritagem técnica à estrutura do edifício por um profissional, por nossa conta, da qual resultará um relatório independente que nos servirá a todos para falar com propriedade do estado do prédio. Teremos em conta as anteriores vistorias realizadas.

4. As casas não apodrecem por estarem ocupadas, mas sim por estarem abandonadas. Não se nega o facto da ocupação de São Lázaro 94 ter provocado percalços temporários no espaço da ILGA, nomeadamente no que se refere à infiltração, que lamentamos e que nos aprontámos a resolver. Porém, foi a sua ocupação que produziu melhorias significativas e, sobretudo, a perspectiva de uma reabilitação de todo o imóvel.

No comments:

Post a comment